Frente Parlamentar da Mulher se reúne nesta 5ª

Em pauta da primeira reunião da frente, os feminicídios ocorridos no estado e as propostas para diminuir o índice de violência contra a mulher

Por Larissa Lacerda | Atualizado há 3 meses

Janete de Sá
Janete de Sá preside a frente, que realiza a sua primeira reunião / Foto: Lissa De Paula

Nos dois primeiros meses de 2019, nove mulheres foram mortas no Estado vítimas de feminicídio. Os assassinatos motivados pela questão de gênero e medidas para diminuir o índice de violência contra a mulher no Espírito Santo vão ser discutidos em reunião da Frente Parlamentar da Mulher, na quinta-feira (13), às 14 horas, no Plenário Dirceu Cardoso. 

Várias autoridades e segmentos que atuam no enfrentamento ao problema foram convidados a participar dos trabalhos, como a vice-governadora do Estado, Jacqueline Moraes; a delegada e coordenadora da Gerência de Proteção da Mulher da Secretaria de Estado de Segurança Pública, Michelle Meira; e a coordenadora estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar do Tribunal de Justiça, Hermínia Maria Silveira Azoury.

A Frente Parlamentar da Mulher é presidida pela deputada Janete de Sá (PMN). A deputada Raquel Lessa (Pros) é a vice-presidente e a deputada Iriny Lopes (PT), a secretária-executiva.

A deputada Janete de Sá falou sobre a pauta de trabalho. “O combate ao feminicídio é um tema de extrema relevância e importância em nosso Estado. Vamos discutir formas e ações de fortalecimento e enfrentamento, além da implantação das procuradorias da mulher nos municípios capixabas”, adiantou a parlamentar. 

“Esse ano 18 mulheres foram vítimas de feminicídio no Espírito Santo, um número 38,46% maior que no mesmo período do ano passado. Nós vamos discutir ações e responsabilidades para conter essa violência e a intenção de implantar a Procuradoria da Mulher em todos os municípios capixabas”, destacou a deputada. 

CPI ouve suspeito de invadir rede social
Após oitiva, colegiado decidiu encaminhar o caso à Delegacia de Repressão aos Crimes Eletrônicos
Jorge Duarte traz oficina de comunicação pública
“Comunicação Pública: como fazer” é o tema da oficina coordenada pelo jornalista em simpósio da Secretaria de Comunicação da Ales
Colegiado vai convocar diretor do Hospital Infantil
Comissão de Proteção à Criança também discutiu em reunião a criação de comissão para levantar a situação de toda a rede de hospitais capixabas
Agentes socioeducativos pedem mais direitos
Categoria pediu apoio dos deputados a matéria de Pazolini que garante prerrogativas como o direito a portar arma de fogo fora do ambiente de trabalho
CPI ouve suspeito de invadir rede social
Após oitiva, colegiado decidiu encaminhar o caso à Delegacia de Repressão aos Crimes Eletrônicos
Jorge Duarte traz oficina de comunicação pública
“Comunicação Pública: como fazer” é o tema da oficina coordenada pelo jornalista em simpósio da Secretaria de Comunicação da Ales
Colegiado vai convocar diretor do Hospital Infantil
Comissão de Proteção à Criança também discutiu em reunião a criação de comissão para levantar a situação de toda a rede de hospitais capixabas
Não há notícias referenciadas.