Iriny cobra vagas para educação no campo e EJA

A parlamentar também pediu construção de hospitais para atender pessoas atingidas pelo rompimento de barragens de Vale e Samarco

Por Titina Cardoso

Deputada Iriny Lopes
Iriny Lopes pediu atenção do Governo do Estado para educação no campo / Foto: Tati Beling

Nesta quarta-feira (11), a deputada Iriny Lopes (PT) utilizou seu tempo na Fase das Comunicações, para solicitar providências ao governo do Estado para a reabertura de vagas para a educação no campo e para a Educação de Jovens e Adultos (EJA). “Sei que o primeiro ano de governo é um ano de arrumar as coisas, mas essa questão da educação não pode mais esperar”, conclamou. Segundo a parlamentar, muitas vagas foram fechadas durante o governo Paulo Hartung (2015-18).

A parlamentar também sugeriu que o governo do Estado exija das empresas responsáveis pelo rompimento das barragens de minérios em Minas Gerais – Vale e Samarco – a construção de, no mínimo, dois hospitais para atender às pessoas atingidas no Espírito Santo. “É verdade que é concedida água mineral para beber, mas é preciso lembrar que as pessoas tomam banho, irrigam suas roças e hortas, lavam roupa, e limpam a casa com a água muito contaminada pelos dejetos que vieram de Minas Gerais com o rompimento das barragens”, destacou Iriny.

Segundo a deputada, o nível de adoecimento dessas pessoas é altíssimo, principalmente com depressão e câncer. “Proponho que o governo do Estado, com a participação do Legislativo, chame essas empresas e elas se responsabilizem pela criação de, pelo menos, dois hospitais especializados nas doenças causadas pelos seus dejetos e não joguem essa responsabilidade para o SUS”, sugeriu.

Bem-estar animal

A presidente da CPI dos Maus Tratos aos Animais, deputada Janete de Sá (PMN), usou a tribuna para informar sobre os resultados de reunião realizada na última terça-feira (10) com a presença do governador Renato Casagrande (PSB), da Sociedade Protetora dos Animais, do Conselho Regional de Medicina Veterinária, do Ministério Público Estadual, da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/ES), dentre outros participantes.

A reunião tratou da inclusão no Plano Plurianual (PPA 2020-23) da garantia de programas e ações de bem-estar animal, principalmente para a castração e vacinação de cães e gatos. De acordo com a deputada, o público-alvo são os animais de rua, os semi-domiciliados e os de pessoas com renda familiar de até três salários mínimos ou com renda per capita de meio salário mínimo.

Reforma tributária

O deputado Sergio Majeski (PSB) levantou o debate sobre a necessidade de uma reforma tributária “ampla e justa, com distribuição correta dos recursos”. Para Majeski, “a reforma que está sendo discutida, em grande parte, não passa de remendos”, disse. Ele criticou a possibilidade de retorno da CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira) que, segundo ele, penalizará a parcela mais pobre da sociedade.

Majeski falou sobre a necessidade de desonerar o consumo e tributar a renda e as grandes fortunas. Outro destaque feito pelo parlamentar é a necessidade de revisão dos incentivos fiscais concedidos pela União e pelos Estados. Ele salientou que o Espírito Santo, por exemplo, perde mais de R$ 5 bilhões ao ano em função de renúncias fiscais.

Violência contra a mulher

O deputado Delegado Lorenzo Pazolini (sem partido) solicitou que a Mesa Diretora oficie a Secretaria Estadual de Direitos Humanos sobre o descumprimento da Lei da Ficha Limpa para cargos comissionados na estrutura da pasta. De acordo com Pazolini, um servidor da secretaria foi condenado por violência doméstica e, de acordo com a lei, não poderia ocupar o cargo. “O governo do Estado não pode compactuar com esse tipo de violência”, disse o parlamentar.

Pazolini destacou, ainda, que de janeiro a agosto deste ano, o Espírito Santo teve 23 casos de feminicídio e que “falta compromisso do governo do Estado em proteger as mulheres e meninas capixabas”.

Mobilidade urbana foi tema de debate e fiscalização em 2019
Comissão de Infraestrutura da Assembleia chamou sociedade, Poderes e entidades para discussão sobre os principais gargalos da área no Estado
Favatto quer fraldário para idosos em lojas
Pelo texto proposto, espaço também atenderia adultos com alguma deficiência
ICMS: deputado propõe incentivo ao esporte
Segundo projeto do deputado Sergio Majeski, recurso seria destinado para atividades paradesportivas ou praticadas por jovens
Proposta garante lupas em supermercados
Matéria determina disponibilização de lentes de aumento para facilitar leitura de preços e rótulos em supermercados
Mobilidade urbana foi tema de debate e fiscalização em 2019
Comissão de Infraestrutura da Assembleia chamou sociedade, Poderes e entidades para discussão sobre os principais gargalos da área no Estado
Favatto quer fraldário para idosos em lojas
Pelo texto proposto, espaço também atenderia adultos com alguma deficiência
ICMS: deputado propõe incentivo ao esporte
Segundo projeto do deputado Sergio Majeski, recurso seria destinado para atividades paradesportivas ou praticadas por jovens
Não há notícias referenciadas.