Deputados destacam harmonia dos poderes

Para Marcelo Santos as grandes pautas analisadas e aprovadas em 2019 pelo Legislativo foram construídas em conjunto

Por Silvia Magna

Marcelo Santos
Marcelo Santos: cada modelo de gestão contribuiu para o patamar atual de desenvolvimento do ES / Foto: Tati Beling

A defesa do Parlamento Capixaba pautou a sessão ordinária desta quarta-feira (9). Parlamentares protestaram contra o artigo da economista Ana Clara Abrão, publicado ontem (8), pelo jornal O Estado de S. Paulo. Marcelo Santos (PDT) subiu à tribuna do Plenário para defender o Legislativo das acusações de leniência com as pautas governistas, criticadas pela coluna.

No texto, Ana critica o atual modelo de gestão na educação e a aprovação da Assembleia, em regime de urgência, da criação de uma fundação estatal para gerir a saúde pública e da anistia aos policiais militares acusados de envolvimento na greve em fevereiro de 2017.

Segundo o deputado, a articulista se equivocou ao colocar somente o Executivo como protagonista da condução da sociedade. Para ele, o artigo não reflete a realidade do Parlamento, que trabalha pela construção de um ambiente harmônico para os poderes no Espírito Santo.

Para o deputado, é necessário observar que cada modelo de gestão contribuiu para que o Espírito Santo alcançasse o atual patamar de desenvolvimento e todas as matérias aprovadas pela Casa foram amplamente debatidas.

Marcelo citou o Fundo Soberano, Fundo de Infraestrutura e o projeto para recuperar a malha viária estadual como exemplos de um trabalho conjunto entre os poderes.

“Não existe um padrão ideal de governo. A sucessão sempre traz novos padrões de trabalho e insistir que apenas um deve ser seguido é irreal. Temos inúmeros desafios a enfrentar; como nossos servidores pleiteando melhorias salariais e escolas a serem estruturadas. São muitos investimentos a fazer. O que queremos é continuar produzindo para a população”, disse.

Indignação

Alguns parlamentares acreditam que esse tipo de texto prejudica a imagem do Espírito Santo. Eles explicam que a tentativa de comparação entre os governos não beneficia o Estado e que o Legislativo tem a responsabilidade de contribuir, oferecendo alternativas para as políticas sociais; mantendo o equilíbrio e a autonomia entre os poderes.

“Temos que promover a melhor imagem possível do Estado e não aderir ao ‘quanto pior, melhor’. Toda matéria de opinião que expressa direcionamento para prejudicar ou beneficiar não deve ter peso. Deve-se cuidar da informação em si, e não dar ou tirar mérito”, defendeu o deputado e líder do Governo, Enivaldo dos Anjos (PSD).

Apoio a motoristas de apps é tema de discursos
Tema foi destaque na sessão ordinária desta quarta-feira nos discursos dos deputados Vandinho Leite e Enivaldo dos Anjos
Mantido veto parcial a PL sobre pesagem de produtos
Estabelecimentos ficam desobrigados a destacar funcionário para conferir peso, mas deverão disponibilizar balança para uso do consumidor  
Descartáveis: semana para debater uso zero
Emílio Mameri sugere que data sirva para esclarecer impactos causados por esses produtos
Personal poderá ter livre acesso às academias
PL do Delegado Danilo Bahiense acaba com cobrança de taxas por parte dos alunos e educadores físicos
Apoio a motoristas de apps é tema de discursos
Tema foi destaque na sessão ordinária desta quarta-feira nos discursos dos deputados Vandinho Leite e Enivaldo dos Anjos
Mantido veto parcial a PL sobre pesagem de produtos
Estabelecimentos ficam desobrigados a destacar funcionário para conferir peso, mas deverão disponibilizar balança para uso do consumidor  
Descartáveis: semana para debater uso zero
Emílio Mameri sugere que data sirva para esclarecer impactos causados por esses produtos