Mobilidade urbana foi tema de debate e fiscalização em 2019

Comissão de Infraestrutura da Assembleia chamou sociedade, Poderes e entidades para discussão sobre os principais gargalos da área no Estado

Por Gleyson Tete

visita técnica
Visitas técnicas e vistorias marcaram ano do colegiado / Foto: Gabriela Zorzal

A Comissão de Infraestrutura, de Desenvolvimento Urbano e Regional, de Mobilidade Urbana e de Logística (Coinfra) da Assembleia Legislativa (Ales) teve papel ativo na discussão da melhoria da mobilidade urbana na Grande Vitória ao longo de 2019. Os deputados contribuíram com ideias e fiscalizaram as ações do Poder Executivo na área.

Um dos assuntos mais abordados no colegiado foi um antigo sonho dos capixabas: o retorno do transporte aquaviário. Os parlamentares realizaram visita técnica à baía de Vitória para apurar quais locais poderiam servir como ponto de embarque e desembarque dos barcos, ouviram as comunidades envolvidas e receberam empresas em maiojunho e agosto interessadas em investir no futuro sistema.

Outro tema bastante corriqueiro na comissão foi a qualidade dos dez terminais rodoviários do Sistema Transcol, especialmente, o de Itaparica. Fechado desde julho de 2018, após laudo encomendado pela Companhia de Transportes Urbanos da Grande Vitória (Ceturb) apontar que havia risco de desabamento no local, o terminal passará por obras de reconstrução com previsão de conclusão até o final do ano que vem.

O colegiado ainda realizou importante trabalho na inspeção das condições de diversas pontes espalhadas pela Região Metropolitana. Foram visitadas estruturas em Serra, Cariacica e a Segunda Ponte, que passou a ter um trecho denominado Ponte Governador Gerson Camata.

As rodovias também estiveram no radar dos parlamentares. Eles marcaram presença na inauguração do contorno de Iconha, desvio na BR-101 Sul de quase oito quilômetros. Posteriormente, visitaram as obras de um viaduto da mesma rodovia em Viana. Outro alvo da atenção da Coinfra foi a Rodovia Leste-Oeste, que liga Vila Velha à Cariacica.

Segundo o presidente do colegiado, o deputado Marcelo Santos (PDT), outro assunto recorrente na comissão foi a necessidade de estadualização do trecho da BR-262, em Cariacica, que vai do Km 0 ao 7,2. Esta parte começa no início da Segunda Ponte e vai até o Trevo da Ceasa, no entroncamento com a Rodovia do Contorno (BR-101).

“Já fiz a solicitação ao Dnit para estadualizar o trecho que pode se tornar a principal avenida de Cariacica, facilitando intervenções e melhorias que hoje são difíceis de acontecer já que qualquer ação depende do governo central que disponibiliza poucos recursos humanos e financeiros para nosso Estado”, afirmou.

Patinetes

Em 2019 um novo modal de transporte público ganhou destaque e causou polêmica: os patinetes. Várias empresas passaram a oferecer o serviço de patinetes compartilhados na Grande Vitória, mas o que era mais uma alternativa de condução para as pessoas acabou provocando acidentes pela falta de regras claras de uso.

Neste sentido, a Ales foi fundamental ao aprovar proposição que regulamentou a utilização dos patinetes e das bicicletas elétricas. A nova legislação determina os equipamentos de segurança necessários, os lugares em que esses veículos podem transitar e as velocidades mínima e máxima permitidas.

Para promover todas essas ações, a Coinfra contou com o apoio da Associação Brasileira de Engenheiros Civis do Espírito Santo (Abenc-ES) e do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-ES). Estes parceiros ajudaram a subsidiar tecnicamente as atividades do colegiado

Mobilidade

A Casa deu passos importantes no último ano voltados para a mobilidade urbana e a sustentabilidade. Um deles foi a criação de vagas exclusivas no estacionamento coberto destinadas a veículos elétricos. O espaço conta, inclusive, com tomadas disponíveis para os usuários fazerem a recarga da bateria dos veículos. A ideia é estimular os servidores a deixarem carros e motos em casa e virem para o trabalho de um modo mais sustentável.

2020

De acordo com Marcelo, neste ano a Coinfra pretende realizar uma série de visitas técnicas a obras de grande relevância no Estado. Aquelas que estiverem seguindo a legislação e com o cronograma de execução em dia vão ser agraciadas com o selo “Vistoria Legal”.

“As vistorias e, principalmente, a emissão do selo para as obras dentro dos padrões do ‘Vistoria Legal’ vão proporcionar aos cidadãos mais segurança e transparência na execução dos trabalhos. Além disso, nós emitiremos uma nota recomendatória ao órgão competente caso constatarmos alguma irregularidade durante a visita técnica”, explicou o parlamentar.

Comissões: Infraestrutura
Matéria altera comando da Escola do Legislativo
Hoje, presidência da escola cabe ao 1º secretário; proposta é que qualquer deputado indicado pela Mesa Diretora possa assumir o cargo 
Deputado alerta para riscos da pesca de arrasto
Em discurso na sessão, Favatto afirmou que prática é extremamente prejudicial ao ecossistema marinho no Espírito Santo
Ales debate segurança em Ibatiba e região
Audiência pública da Comissão de Segurança será nesta quinta-feira, às 19 horas, por videoconferência
Assembleia aprova regras para gás canalizado
O objetivo é dar segurança jurídica ao mercado e garantir um ambiente de negócios aberto e competitivo
Matéria altera comando da Escola do Legislativo
Hoje, presidência da escola cabe ao 1º secretário; proposta é que qualquer deputado indicado pela Mesa Diretora possa assumir o cargo 
Deputado alerta para riscos da pesca de arrasto
Em discurso na sessão, Favatto afirmou que prática é extremamente prejudicial ao ecossistema marinho no Espírito Santo
Ales debate segurança em Ibatiba e região
Audiência pública da Comissão de Segurança será nesta quinta-feira, às 19 horas, por videoconferência