Proposta exige reparação de vias públicas

Empresas concessionárias de serviços deverão reparar danos causados às calçadas e vias públicas no prazo de 30 dias

Por Kissila Mell

Vandinho Leite
Caso o prazo não seja respeitado empresa ficará sujeita à multa / Foto: Tati Beling

O Projeto de Lei (PL) 39/2020 quer tornar obrigatória a reparação de danos causados pelas prestadoras de serviços públicos às calçadas e vias públicas. A iniciativa é de autoria do deputado Vandinho Leite (PSDB).

Segundo a proposta, as empresas concessionárias - como as responsáveis pela instalação do sistema de esgotamento sanitário e distribuição e abastecimento de água - deverão reparar os danos no prazo de 30 dias, contados a partir do término do serviço, com o mesmo material do bem danificado.

Caso o prazo não seja respeitado ou o serviço não seja executado dentro dos padrões de eficiência e qualidade a empresa ficará sujeita à multa.

“O objetivo do presente projeto é evitar ou ao menos minorar estas situações que permitem a entrega de reparos de qualquer jeito, sem o menor zelo por parte das concessionárias que não ligam para fazer a reparação de forma a não se perceber visualmente ou quase não se perceber que ocorreu um reparo ali”, defendeu Vandinho nas justificativas do projeto.

Tramitação

A matéria deve ser analisada pelas comissões de Justiça, de Infraestrutura e de Finanças.

Deputados: Vandinho Leite
Descartáveis: semana para debater uso zero
Emílio Mameri sugere que data sirva para esclarecer impactos causados por esses produtos
Personal poderá ter livre acesso às academias
PL do Delegado Danilo Bahiense acaba com cobrança de taxas por parte dos alunos e educadores físicos
Doenças raras: diagnóstico tardio e custo do tratamento são entraves
Presidente de associação de apoio aos pacientes, Cristiane Alvarenga, defende criação de centro de referência para atendimento aos pacientes
Reaproveitamento do plástico em debate
Evento abordou a importância de tratar a reciclagem com viés econômico
Descartáveis: semana para debater uso zero
Emílio Mameri sugere que data sirva para esclarecer impactos causados por esses produtos
Personal poderá ter livre acesso às academias
PL do Delegado Danilo Bahiense acaba com cobrança de taxas por parte dos alunos e educadores físicos
Doenças raras: diagnóstico tardio e custo do tratamento são entraves
Presidente de associação de apoio aos pacientes, Cristiane Alvarenga, defende criação de centro de referência para atendimento aos pacientes