Campanha alerta para riscos do cigarro eletrônico

Deputado Doutor Hércules falou sobre ação educativa que será realizada no dia 31 de maio para alertar sobre os perigos que o produto oferece para a saúde das pessoas

Por Wanderley Araújo, com edição de Nicolle Expósito | Atualizado há 1 mês

Doutor Hércules fala na tribuna do plenário
Doutor Hércules é autor de projeto que proíbe venda de cigarros eletrônicos no Espírito Santo / Foto: Ellen Campanharo

O deputado Doutor Hércules (Patri) anunciou na sessão plenária desta segunda (16) que a Comissão de Saúde, em parceria com a Prefeitura de Vitória, vai realizar no dia 31 de maio, a partir das 9 horas, na entrada do Shopping Vitória, uma campanha de conscientização sobre os malefícios do cigarro eletrônico e do tabagismo em geral. 

Ele citou que de acordo com dados do Ministério da Saúde 80 mil pessoas morrem no Brasil a cada ano devido ao câncer e outras doenças motivadas pelo fumo. “Em relação ao tabagismo em geral é uma média de 10 pessoas por hora e 150 mil pessoas a cada ano na América Latina. Em 2030 o número de vítimas fatais pode chegar a 10 milhões de pessoas”, alertou. 

Fotos dos trabalhos em plenário

Risco 

Doutor Hércules lembrou que o Conselho Federal de Medicina (CFM) divulgou nota recente reafirmando ser contra a liberação da venda e consumo de cigarro eletrônico no Brasil, num momento em que há risco de a Agência Nacional de Saúde (Anvisa) flexibilizar regulamento sobre o assunto. 

O parlamentar acrescentou que desde 2009 está em vigor norma baixada pela Anvisa que proíbe a venda e o uso de cigarro eletrônico e fez um apelo aos colegas de plenário para aprovarem, o mais rápido possível, o Projeto de Lei (PL) 770/2019, de sua autoria, em tramitação na Casa, que proíbe a venda e o uso de cigarro eletrônico no âmbito do Espírito Santo. 

A pedido de Doutor Hércules foi projetado no painel eletrônico vídeo com reportagem de uma emissora de televisão alertando sobre os perigos do cigarro eletrônico para a saúde das pessoas.

Na matéria jornalística, o médico Aristóteles Alencar, da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), adverte que os cigarros eletrônicos são mais agressivos do que o tabaco normal. Isso porque, enquanto o tabaco pode levar até 30 anos para causar doenças, o eletrônico apresenta sintomas mais cedo. “É um produto que prometia segurança, mas está matando jovens de forma mais rápida”, diz o especialista na reportagem. 

Outro médico, João Paulo Lotufo, da Sociedade Brasileira de Pediatria, enfatiza que é falsa a ideia disseminada por propagandas de que o cigarro eletrônico seria inofensivo e pode ser usado pelos fumantes que têm dificuldade de abandonar a nicotina. 

Qualidade do café

A presidente da Comissão de Agricultura, deputada Janete de Sá (PSB) ao relatar visita feita ao município de Vila Valério para participar do lançamento da 15ª Colheita do Conilon, aproveitou para pedir aos consumidores para que continuem denunciando ao colegiado suspeitas de café adulterado no comércio capixaba. 

Ela lembrou que a Comissão de Agricultura, em parceria com a Delegacia do Consumidor (Decon) e o Laboratório Lacen, segue fiscalizando a qualidade das marcas dos produtos. “Continua o problema de falsificação (do café) com introdução de milho, palha, e umidade acima do índice legal de 3% de umidade, chegando a quase 20%”, relatou. Ela explicou que a umidade é a quantidade de água no café, que é colocada a mais pelos falsificadores para aumentar o peso do produto. 

A deputada pediu que as pessoas valorizem os cafés conilon e arábica produzidos no Espírito Santo, pois além de favorecer os produtores capixabas, o risco de comprar produto falsificado é menor também. “Tem os que adulteram café aqui também no estado, mas a maioria das falsificações a gente verifica em marcas de fora”, disse. 

Conforme a deputada, para a colheita deste ano o Espírito Santo deverá colocar no mercado 11,6 milhões de sacas de café, com base em estimativa da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O Espírito Santo, destacou Janete, é o primeiro estado brasileiro na produção de conilon, e o segundo de arábica. “Somos também o segundo país que mais bebe café no mundo; perdemos apenas para os Estados Unidos”, acrescentou. 

 

 

Ales celebra curso de Engenharia Civil da Ufes
Setenta anos da primeira turma do curso de Engenharia Civil foram comemorados em sessão solene proposta pelo deputado Engenheiro José Esmeraldo
PL quer evitar desconto em bônus para professor
Proposta de Sergio Majeski abona todas as licenças médicas apresentadas pelos profissionais da educação 
Espindula propõe farmácia veterinária popular
Proposta quer assegurar a famílias que têm animais de estimação acesso gratuito a medicamentos veterinários 
Instalação de GPS em caminhões pode virar lei
Proposta de Iriny Lopes obriga instalação do sistema em caminhões-betoneira e caminhões limpa-fossa com objetivo de monitorar descarte de concreto e dejetos
Ales celebra curso de Engenharia Civil da Ufes
Setenta anos da primeira turma do curso de Engenharia Civil foram comemorados em sessão solene proposta pelo deputado Engenheiro José Esmeraldo
PL quer evitar desconto em bônus para professor
Proposta de Sergio Majeski abona todas as licenças médicas apresentadas pelos profissionais da educação 
Espindula propõe farmácia veterinária popular
Proposta quer assegurar a famílias que têm animais de estimação acesso gratuito a medicamentos veterinários