Casagrande e Manato disputam segundo turno

Atual governador recebeu 976.652 votos, representando 46,94% dos votos válidos; em segundo lugar ficou Manato (PL), escolhido por 800.598 eleitores (38,48%)

Por Titina Cardoso, com edição de Nicolle Expósito

Renato Casagrande e Carlos Manato
Candidatos ao governo disputam segundo turno no dia 30 de outubro / Foto: Divulgação PSB e TSE / Montagem: Ana Julia Salles

Os candidatos Renato Casagrande (PSB) e Manato (PL) disputam o segundo turno da eleição para governador do estado do Espírito Santo. Neste domingo (2), o atual chefe do Executivo foi escolhido por 976.652 eleitores (46,94% dos votos válidos) e o candidato Manato por 800.598 capixabas (38,48%). Como nenhum candidato obteve mais de 50% dos votos válidos, haverá segundo turno de votação.

Guerino Zanon (PSD) ficou em terceiro lugar, com a preferência de 146.177 capixabas (7,03%). E Audifax (Rede) figurou na quarta colocação (135.512 votos – 6,51%). Aridelmo (Novo), Capitão Vinicius Sousa (PSTU) e Claudio Paiva (PRTB) obtiveram 0,76%, 0,22% e 0,07%, respectivamente.

No total, 2.311.629 pessoas votaram para governador. Foram registrados 2.080.648 votos válidos para o cargo (90,01%), 129.835 nulos (5,62%) e 101.146 em branco (4,37%).

Casagrande

José Renato Casagrande tem 61 anos e é natural de Castelo, no sul do estado. É formado em Engenharia Florestal pela Universidade Federal de Viçosa (UFV) e em Direito pela Faculdade de Direito de Cachoeiro de Itapemirim.

Foi eleito governador do Espírito Santo pela primeira vez em 2010. Em 2014 disputou a reeleição, mas foi derrotado por Paulo Hartung. Em 2018, reconquistou o cargo de chefe do Executivo estadual em primeiro turno, com a preferência de 55,49% do eleitorado. Na ocasião, o candidato Manato ficou em segundo lugar na disputa.

Casagrande já ocupou, ainda, cadeira na Assembleia Legislativa (1991-1994), foi vice-governador (1995-1998), deputado federal (2003-2006) e senador (2007-2010).

Manato

Carlos Humberto Manato é médico formado pela Escola Superior de Ciências da Santa Casa de Misericórdia de Vitória (Emescam), tem 65 anos, e é nascido em Alegre, no sul do estado.

Manato foi deputado federal por quatro mandatos consecutivos (2003-2006; 2007-2010; 2011-2014; 2015-2018). Em 2018, ficou em segundo lugar na disputa pelo governo do estado, com 27,22% dos votos válidos. Também atuou como secretário municipal de Serviços da Serra, como diretor de hospitais da Grande Vitória e como professor da Emescam.

Especialista em Ginecologia e Obstetrícia (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia – Febrasgo), também é pós-graduado em Medicina do Trabalho (Emescam), em Colposcopia (UFMG) e em Administração Hospitalar (Universidade de Ribeirão Preto – Unaerp).

Veja o resultado para o governo do Estado
 

  • Renato Casagrande (PSB) - 976.652 votos (46,94% dos votos válidos)
  • Manato (PL) - 800.598 votos (38,48%)
  • Guerino Zanon (PSD) – 146.177 votos (7,03%)
  • Audifax (Rede) – 135.512 votos – 6,51%
  • Aridelmo (Novo) – 15.786 votos (0,76%)
  • Capitão Vinicius Sousa (PSTU) – 4.505 votos (0,22%)
  • Claudio Paiva (PRTB) – 1.418 votos (0,07%)
     
Sessão destaca nomes no combate à violência contra a mulher
Dia Internacional para Eliminação da Violência Contra as Mulheres pautou solenidade na Assembleia. Casos de feminicídio subiram 46% em um ano no ES
Assembleia decreta luto por ataques em Aracruz
Os episódios envolvendo duas escolas do município capixaba repercutem em todo o país; dois professores e uma aluna de 12 anos foram mortos 
Cicloturismo ganha legislação específica
Segundo iniciativa do deputado Gandini, rotas de cicloturismo ficarão abrigadas em uma única norma
Membros da Maranata são homenageados
Sessão solene para entrega da Comenda Gedelti Victalino Teixeira Gueiros contou com a presença do patrono da honraria
Sessão destaca nomes no combate à violência contra a mulher
Dia Internacional para Eliminação da Violência Contra as Mulheres pautou solenidade na Assembleia. Casos de feminicídio subiram 46% em um ano no ES
Assembleia decreta luto por ataques em Aracruz
Os episódios envolvendo duas escolas do município capixaba repercutem em todo o país; dois professores e uma aluna de 12 anos foram mortos 
Cicloturismo ganha legislação específica
Segundo iniciativa do deputado Gandini, rotas de cicloturismo ficarão abrigadas em uma única norma