Deputados repercutem resultado das urnas

Além de agradecer votos recebidos, deputados que participaram da disputa avaliaram polarização e importância do envolvimento da sociedade no processo eleitoral

Por Aldo Aldesco, com edição de Nicolle Expósito

Capitão Assumção fala em microfone
Reeleito, Assumção teve a segunda maior votação / Foto: Ana Salles

No dia seguinte às eleições, nesta segunda-feira (3), no Plenário Dirceu Cardoso, a sessão ordinária da Assembleia Legislativa (Ales) foi pautada pelos agradecimentos dos deputados aos eleitores e às suas equipes de campanha. Tanto daqueles que foram reeleitos quanto daqueles que não conseguiram uma vaga na Câmara Federal. Não faltaram menções e análises sobre o processo eleitoral em curso, agora no segundo turno, tanto para o Executivo estadual quanto para a Presidência da República. 

Renovação de mais de 50% na Assembleia

O deputado Sergio Majeski (PSDB), primeiro a usar a palavra, comentou sobre os resultados das urnas nas eleições de domingo (2). Ressaltou a polarização política que tem havido no mundo e no país e a necessidade de maior entendimento e conhecimento sobre o funcionamento da política e do poder pelos cidadãos. 

“Muitas pessoas me questionaram por que não tentei a reeleição para deputado estadual, provavelmente eu seria reeleito. Aqueles, que como eu, têm propósitos firmes coadunados com a sociedade, com o republicanismo, com a constitucionalidade, com aquilo que são os reais problemas da sociedade, essas pessoas precisam ter coragem e não comodismo. Honrei o meu mandato de acordo com aquilo que prometi e jurei o dia em que tomei posse”, registrou.   

Fotos da sessão ordinária 

Majeski entende que os resultados das urnas precisam ser analisados para que seja possível avaliar o que a sociedade está entendendo como política. “A soma do radicalismo com parcela da ignorância de uma parte da população, mais a soma daqueles que estão se afastando da política e se anulam completamente do processo, pode estar nos levando para o abismo”, vaticinou.

Compromisso

O deputado Marcelo Santos (Pode) cumprimentou os deputados que se reelegeram e aqueles que não conseguiram a renovação de mandato. Reafirmou o compromisso de trabalhar pela economia do estado, por Cariacica e toda a sociedade. 

“Deixo aqui meu testemunho de agradecimento aos mais de 41 mil cidadãos, homens e mulheres, que acreditam em nosso trabalho. A partir de agora, sou parlamentar de todos os cidadãos deste estado. De quem votou de quem não voltou, de negros, brancos, pobres, ricos, católicos, protestantes, que moram aqui na região metropolitana ou na mais distante Dores do Rio Preto ou na divisa, lá em Pedro Canário”, prometeu. 

O deputado Doutor Hércules (Patri) subiu à tribuna para agradecer àqueles que participaram de sua campanha e teceu recomendações para os parlamentares que assumirão um novo mandato para que não se esqueçam das pessoas com deficiência (PcD). Ainda justificou os motivos que o levaram a votar na candidata à Presidência Simone Tebet (MDB). “Ela defendeu a saúde, defendeu especialmente os hospitais sem fins lucrativos. Desejo a todos aqueles que tiveram êxito e que cada vez mais continuem contando com a confiança da população e dos eleitores”, desejou. 

Agradecimentos

Capitão Assumção (PL), deputado reeleito com mais de 98 mil votos, destacou o seu desempenho eleitoral e atribuiu a Deus e à sua família o resultado nas urnas. Além de agradecer a todos os apoiadores, destacou ter sido o deputado estadual mais votado em Vila Velha. 

Da mesma forma, o deputado Delegado Danilo Bahiense (PL) agradeceu a Deus pela oportunidade de chegar a mais um mandato legislativo. Bahiense lamentou a não reeleição do deputado Doutor Hércules, o que, segundo ele, deixará uma lacuna na Ales. 

Sentimento compartilhado pelo deputado reeleito Engenheiro José Esmeraldo (PDT). “Um parlamentar que trabalhou exaustivamente pelo povo capixaba”, disse em referência a Doutor Hércules. O pedetista ressaltou que a eleição é um aprendizado e que ninguém ganha eleição sozinho. Por isso, agradeceu o apoio recebido, segundo ele, dos quatro cantos do Espírito Santo.

Também reeleito, Vandinho Leite (PSDB) destacou a polarização e a complexidade do processo eleitoral. Agradeceu à sua equipe pelo trabalho desenvolvido. Para ele, a polarização não permitiu que alguns parlamentares importantes fossem bem votados, como Sergio Majeski que, na avaliação do colega, se destacou na conquista de benefícios para a educação no estado. 

Reconduzido para mandato no Legislativo, o deputado Alexandre Xambinho (PSC) ressaltou a participação de outros deputados representantes da Serra, como Vandinho Leite e Bruno Lamas, no processo eleitoral. 

Câmara Federal

Os candidatos a deputado federal que não conseguiram se eleger fizeram uso da palavra para, igualmente, agradecer a confiança dos seus eleitores. Um dos que subiram à tribuna, Luciano Machado (PSB) confessou que tinha decidido não buscar a reeleição para o próximo mandato estadual, mas concorreu à vaga na Câmara para atender orientação do partido. 

“A candidatura surgiu por uma questão partidária, por questão de estar sempre aberto a buscar a participação na vida da sociedade capixaba, na vida dos meus conterrâneos do Caparaó. Assumi a empreitada de uma maneira bastante desigual, mas também tive a oportunidade de passar a minha mensagem. Tive uma campanha muito elogiada. Saí da campanha muito maior do que entrei. Os votos que tive me honraram muito”, assegurou.

Emoção

Emocionado, Renzo Vasconcelos (PSC) leu seu discurso e considerou sua campanha eleitoral vitoriosa, pois teve a terceira maior votação para a Câmara Federal, com mais de 80 mil votos. Embora não tenha sido eleito, afirmou que o processo o engrandeceu como político e pessoa.

“Vi meu amor pelos capixabas aumentar e me enchi de orgulho pelo potencial de nossa gente e do Espírito Santo. Não fomos eleitos pela legislação, mas fomos abraçados pelo povo”, observou. 

Agradecendo à equipe de trabalho, aos funcionários da Casa e todos que caminharam com ele durante o período na Ales, o deputado Torino Marques (PTB) enfatizou o compromisso até o fim de seu mandato no Legislativo capixaba. “Sempre fui à luta. Não alcancei a vaga na Câmara Federal, mas o meu trabalho continua aqui nesta Casa de Leis porque ainda detenho uma das cadeiras como deputado estadual”, declarou.

Ideologia e eleições

Sobre a disputa do segundo turno no Espírito Santo e no País, o deputado Marcelo recomendou que o eleitor observe quais são as propostas, o projeto de nação que os candidatos apresentam. O deputado ressaltou que a ideologia faz parte da política e da discussão, porém, não pode suplantar o debate em torno das propostas. “É o papel do poder público, é o papel do agente político, promover políticas públicas que alcancem a todos”, registrou.

Concordando com Santos, Majeski avaliou que a polarização da disputa eleitoral impede o debate das políticas sobre aquilo que interessa para a sociedade e a busca por  possíveis soluções. 

“(...) E aí você encontra alguns eleitos dentro desse polo radical de esquerda e de direita. Não sobra espaço para o equilíbrio e para aqueles que disputam dentro de uma forma republicana coadunados com os interesses da sociedade”, comentou.

Majeski finalizou agradecendo pelos 40 mil votos daqueles que entenderam as propostas apresentadas durante a campanha eleitoral para a Câmara Federal e disse que poderia contribuir no debate no Congresso Nacional. 

Deputados prestam homenagem às vítimas de atentado
Parlamentares fizeram um minuto de silêncio em memória das vítimas do ataque a duas escolas de Coqueiral de Aracruz
Sessão destaca nomes no combate à violência contra a mulher
Dia Internacional para Eliminação da Violência Contra as Mulheres pautou solenidade na Assembleia. Casos de feminicídio subiram 46% em um ano no ES
Assembleia decreta luto por ataques em Aracruz
Os episódios envolvendo duas escolas do município capixaba repercutem em todo o país; dois professores e uma aluna de 12 anos foram mortos 
Cicloturismo ganha legislação específica
Segundo iniciativa do deputado Gandini, rotas de cicloturismo ficarão abrigadas em uma única norma
Deputados prestam homenagem às vítimas de atentado
Parlamentares fizeram um minuto de silêncio em memória das vítimas do ataque a duas escolas de Coqueiral de Aracruz
Sessão destaca nomes no combate à violência contra a mulher
Dia Internacional para Eliminação da Violência Contra as Mulheres pautou solenidade na Assembleia. Casos de feminicídio subiram 46% em um ano no ES
Assembleia decreta luto por ataques em Aracruz
Os episódios envolvendo duas escolas do município capixaba repercutem em todo o país; dois professores e uma aluna de 12 anos foram mortos