Advocacia trabalhista é homenageada na Ales

Atuação de profissionais do direito em defesa dos trabalhadores foi destacada em sessão solene proposta pelo deputado João Coser

Por Wanderley Araújo, com edição de Nicolle Expósito

Mulher ao lado de homem de terno segurando certificado nas mãos
Foto: Mara Lima

O papel dos advogados trabalhistas na luta pela consolidação dos avanços dos direitos dos trabalhadores no país foi destacado durante sessão solene realizada pela Assembleia Legislativa (Ales) na noite desta sexta-feira (7) em alusão a 20 de junho – Dia Nacional da Advocacia Trabalhista.

Fotos da sessão solene

O proponente da solenidade, deputado João Coser (PT), lembrou da época em que atuou como representante dos comerciários capixabas na área sindical, antes de entrar para a política, citando que os advogados trabalhistas lutaram muito para garantir a preservação dos direitos dos empregados do setor.

Coser disse que a convivência com os profissionais da área o inspirou a também fazer o curso de direito (graduação pelo Centro Universitário de Brasília– UniCeub). “Se a política não tivesse me tomado eu seria advogado de trabalhadores ou talvez juiz trabalhista, já que pensei em fazer concurso para magistrado”, contou.

Mulher advogada

Com a presença de quatro mulheres na mesa da solenidade, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/ES), José Carlos Risk Filho, destacou a importância da presença cada vez maior de pessoas do sexo feminino exercendo a advocacia, boa parte, segundo ele, especialista em direito trabalhista.

“É importante que a gente lembre que lugar de mulher é onde ela quiser; e quando a advocacia ganha mais mulheres em seus quadros isso reforça a pujança e a força dos profissionais que atuam na área”, destacou.

A vice-presidente da Associação Espírito-Santense de Advogados Trabalhistas (Aesat), Edilamara Rangel Gomes Alves Francisco, ao comentar a fala de Risk, citou que no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) há muitas mulheres exercendo funções na advocacia.

“A gente precisa trazer luz e voz para as nossas mulheres; pela primeira vez, dentro de 40 anos, temos duas mulheres negras à frente da nossa associação (dos advogados trabalhistas)”, observou.

Edilamara afirmou que a maioria dos trabalhadores que recorrem à justiça na área trabalhista é composta de pessoas negras e pardas. “São homens e mulheres que estão na lida do dia a dia em busca dos direitos mais básicos. E nas representações, por vezes, nós não temos homens e mulheres negras falando em nome dessas pessoas”, refletiu.

A presidente da Aesat,  Rosemary Machado de Paula, afirmou que cada caso defendido no setor trabalhista reflete o compromisso dos profissionais da área com a justiça social e com os valores “mais profundos” da sociedade. “É essencial que continuemos a exercer nosso trabalho com vigor, ética e paixão”, concluiu.

Origem

A advocacia trabalhista foi oficializada no país a partir da criação da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), por meio de decreto do então presidente Getúlio Vargas, no ano de 1943 – há 81 anos. 

A medida definiu como imprescindível a figura de um representante legal que defendesse direitos de empregados e empregadores nos processos.

Mesa da sessão

Compuseram a mesa da solenidade a presidente da Associação Espírito-Santense de Advogados Trabalhistas (Aesat), Rosemary Machado de Paula; a presidente da Associação Brasileira das Mulheres de Carreira Jurídica (ABMCJES), Maria Teresa Colli Rosindo; o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/ES) José Carlos Rizk Filho; a vice-presidente da Aesat, Edilamara Rangel Gomes Alves Francisco; o presidente da Caixa de Assistência dos Advogados, Ben-Hur Brenner Dan Farina; e a vice-presidente do TRT, desembargadora Alzenir Bollesi.

Homenageados com certificados 

1 - Carlos Magno Gonzaga Cardoso
2 - John Aluísio Uliana
3 - Alexandre Zamprogno
4 - Amanda Buzatto Santos Ribeiro
5 - Anabela Galvão
6 -  Angela Maria Perini
7 - Ben-Hur Brenner Dan Farina
8 - Breno Nico Borgo
09 - Carlos Alberto de Souza Rocha
10 - Cleria Maria de Carvalho Santos
11 - Cristiano de Araújo Pena
12 - Edimario Araújo da Cunha
13 - Fernanda Maria Richa
14 - Genaina Ferreira de Vasconcellos
15 - Gerlis Prata Surlo
16 - Helcias de Almeida Castro
17 - Hernane Silva
18 - Joaquim Ferreira Silva Filho
19 - José Irineu de Oliveira
20 - José Carlos Rizk
21 - Luiz Gonzaga Freire Carneiro
22 - Luna Oliveira Lucchesi Ramacciotti
23 - Maria Helena Reinoso Rezende
24 - Maria Madalena Selvatici Baltazar
25 - Maria Solane Nascimento Falleiros
26 - Odílio Gonçalves Dias Neto
27 - Poliana Firme de Oliveira
28 - Rafael Anchieta Piza Pimenta
29 - Regis Quirino Sobrinho
30 - Rodolfo Gomes Amadeo
31 - Sandra Nara Bernardo Silva
32 - Saylle Aparecida Fernandes Carvalho
33 - Sergio Vieira Cerqueira
34 - Simone Malek Rodrigues Pilon
35 - Soraya Rodrigues Fardin
36 - Thyago Brito de Mello
37 - Wiler Coelho Dias
38 - Ygor Buge Tironi

Deputados: João Coser
Papel dos conselhos na defesa das mulheres em pauta
Seminário abordou importância de estruturas como Conselhos Municipais e Procuradorias das Mulheres para a construção de políticas públicas de gênero
PL prevê educação física adaptada para aluno com transtorno
Alunos com transtornos sensoriais ou psicológicos poderão ter assegurado em lei o direito à educação física adaptada
Lei oficializa primeiros passos dos imigrantes
Rota Caminho dos Imigrantes, entre Santa Teresa e Santa Leopoldina, tem quase 30 km; outras cinco leis de valorização do turismo e cultura foram publicadas no DPL ...
CPI alerta para casos de bullying na internet
Comissão de Inquérito da Ales apura abusos contra crianças e adolescentes no ambiente virtual; violações vão de ameaças a incitação à prática de crimes
Papel dos conselhos na defesa das mulheres em pauta
Seminário abordou importância de estruturas como Conselhos Municipais e Procuradorias das Mulheres para a construção de políticas públicas de gênero
PL prevê educação física adaptada para aluno com transtorno
Alunos com transtornos sensoriais ou psicológicos poderão ter assegurado em lei o direito à educação física adaptada
Lei oficializa primeiros passos dos imigrantes
Rota Caminho dos Imigrantes, entre Santa Teresa e Santa Leopoldina, tem quase 30 km; outras cinco leis de valorização do turismo e cultura foram publicadas no DPL ...
Política de Privacidade.

O Portal da Ales utiliza cookies para auxiliar na sua navegação. Ao utilizar este site, você concorda com a nossa política de monitoramento de cookies. Para mais informações, acesse a nossa Politica de Privacidade.

ACEITO E FECHAR