Assistentes sociais cobram cumprimento da lei das 30h
Data da Publicação: 10/05/2016




Foto: Tonico

Homenageados pela Assembleia Legislativa na noite de segunda-feira (9) pelo Dia do Assistente Social, comemorado oficialmente em 15 de maio, os profissionais que atuam na área relataram avanços, mas cobraram aprovação de medidas que entendem necessárias para valorização da profissão e melhor assistência à população. 

De acordo com o integrante do Conselho Regional de Serviço Social (Crees-ES) Vitor Carlos Gomes de Souza, apesar de ter sido aprovada, em 2010, a lei que estabelece jornada de trabalho de 30 horas semanais para os assistentes sociais, a norma ainda precisa ser cumprida pela maioria dos órgãos públicos e entidades privadas que prestam esse tipo de atendimento. 

Ele cobrou também a aprovação de projetos de lei em tramitação no Congresso Nacional que garantem aos assistentes sociais direito a adicionais nos salariais por insalubridade e periculosidade e piso nacional de R$ 3.720,00. “Com essas conquistas, a categoria elevará a autoestima e prestará uma assistência ainda melhor a quem precisa”, afirmou.

De acordo com o conselheiro, mais de 5 mil assistentes sociais estão associados ao conselho regional da categoria no Espírito Santo, atuando em diversos segmentos, principalmente junto às camadas mais carentes da população. 

Homenagens 

Um total de 38 profissionais que atuam na área da assistência social foi homenageado pelo Legislativo Estadual em reconhecimento à importância do trabalho realizado na sociedade. Andressa Silva Veloso, que atua em programa de assistência a menores infratores do Instituto de Atendimento Sócio Educativo do Espírito Santo (Iases) foi uma das pessoas contempladas. Ela recebeu certificado com menção honrosa em decorrência da atividade que desempenha. “Estou feliz com essa homenagem. Nem sempre o nosso trabalho é reconhecido”, disse.  

A proponente da sessão e presidente a Comissão de Assistência Social, deputada Eliana Daldalto (PTC), destacou que os selecionados para receberem as honrarias são aqueles que desenvolvem trabalho diretamente ligado às causas sociais. 

“Muitos que aqui vieram receber esse reconhecimento atuam em programas de recuperação de dependentes químicos, de mulheres pobres vítimas de violência, de menores infratores. O trabalho de vocês é fundamental para construirmos uma sociedade inclusiva, mais justa e fraterna”, destacou. 

Dadalto afirmou que, apesar de não ter conseguido aprovar projeto apresentado na Ales propondo a contratação de assistentes sociais para atuarem nas escolas, não vai desistir “dessa luta”. “Vou conversar com o governador (Paulo Hartung) e pedir diretamente a ele apoio para essa contratação. Uma escola pública sem assistente social não é uma escola completa”. 

Os deputados Freitas (PSB), Padre Honório (PT), Luzia Toledo (PMDB), Sergio Majeski (PSDB), Raquel Lessa (SD) e Doutor Hércules (PMDB), também participaram da sessão solene e prestaram homenagens a profissionais que atuam no serviço social. 

O Dia do Assistente Social é celebrado no dia 15 de maio, data que se deu, em 1957, a publicação da Lei Federal 3.252, que regulamentou o exercício da profissão, objeto também do Decreto Federal 994/1962. Em 1993, a Lei 8.662 revogou a norma de 1957, aplicando nova regulamentação, mas o dia dedicado à profissão se manteve.

De acordo com o Conselho Nacional de Serviço Social, assistente social é o profissional que concluiu o curso de Serviço Social, devidamente reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC) e possui inscrição no Conselho Regional de Serviço Social (Cress). 

Atualmente, a profissão é regida pela Lei Federal 8.662/93, que estabelece suas competências e atribuições. O conselho federal e os conselhos regionais atuam na normatização e na defesa da categoria, visando à qualidade dos serviços prestados à sociedade.

Homenageados com placas 

1) Graciosa Charilli
2) Laura Maria de Oliveira Fêu
3) Luciana Helena dos Santos Zanetti
4) Luciana Andrade Jorge Oliveira
5) Marcielli Vieira Gallon dos Reis
6) Sarah Elisa França Marinato Toretta
7) Wânia Marcia Reis Riani Britto


Homenageados com certificados

1) Andrea Leite Serafim Pereira
2) Andria Carla Prati
3) Andressa Silva Veloso
4) Anedacir Nunes Reis
5) Cecília  Sartório Altoé
6) Célia Subtil Neves Cândido
7) Cleusa Maria de Menezes Vieira
8) Danielle Cristina Tonon
9) Dayane Piske de Mendeiros
10) Ednéia Maria Ribeiro do Espirito Santo
11) Elizeth Euzébio dos Anjos
12) Enoan Cunha Maroto (Sra)
13) Jeani Ferreira da Silva Santos
14) Joelma Bazoni Pagung
15) Lucineri Ronchette Silva
16) Luzia Scandian  Francisco
17) Marlene Gonçalves
18) Maiana Favero Ceccon
19) Mariana da Silva Lima Zeni
20) Maria Helena Elpídio Abreu
21) Maria Inês Tannus Vianna
22) Marly de Oliveira Mendes
23) Margarete Rigo Barros
24) Marta Nunes do Nascimento
25) Nelma Assis 
26) Paula Campos Rocha
27) Polyanna Barcelos Dos Santos Bragato
28) Rosalina do Carmo Lima Paula Batista
29) Rosiane Nascimento Batista Xavier
30) Rita de Cassia dos Santos Cortez
31) Silvia Moreira Trugilho

Wanderley Araújo/Web Ales
(Reprodução autorizada mediante citação da Web Ales)

 

 
Mais Notícias
Procuradora-geral presta contas de biênio à frente do MPES
Segurança debate problemas na balança da BR-259
Rotativo de Guarapari volta à pauta em CPI