ES poderá ter fundo estadual de Infraestrutura

Segundo governo, verba será usada em obras de rodovias, escolas, delegacias e unidades de saúde

Por Larissa Lacerda

Obras de duplicação da ES 482
Mais de R$ 1,5 bilhão devem ser recebidos em retroativos segundo governo / Foto: Divulgação/Leonardo Duarte (Secom-ES)

O governo do Estado encaminhou à Assembleia Legislativa (Ales) o Projeto de Lei (PL) 279/2019, que cria Fundo Estadual para o Financiamento de Obras e Infraestrutura Estratégica para o Desenvolvimento do Espírito Santo. A matéria foi lida na sessão ordinária desta segunda-feira (20).

Segundo a justificativa do PL, o fundo irá viabilizar a realização de projetos e a aplicação de recursos de modo a dar suporte financeiro e auxiliar às melhorias na infraestrutura estratégica do desenvolvimento de obras no Estado, por meio dos recursos provenientes das parcelas retroativas do acordo firmado entre a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e a Petrobrás. O acordo unificou oito campos de petróleo na região do Parque das Baleias, litoral sul do Estado.

O governo estima que esse acordo possibilitará ao Espírito Santo receber, até o final de 2022, mais de R$ 1,5 bilhão em retroativos e algo em torno de R$ 500 milhões a mais em Participação Especial. O governo afirma que a verba será utilizada em obras públicas estaduais, como rodovias, melhoria de escolas, de delegacias e de unidades de saúde.

O Fundo Estadual de Infraestrutura será vinculado à Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop) e administrado por um conselho gestor composto pelo secretário de Estado do Governo e pelos titulares das secretarias de Estado da Economia e Planejamento, da Fazenda, de Saneamento, Habitação e Desenvolvimento Urbano, de Controle e Transparência, além da própria Setop.

Também terão assento no conselho gestor a Procuradoria-Geral do Estado e o Departamento de Estradas de Rodagem do Estado do Espírito Santo (DER- ES).

Tramitação

Os colegiados de Justiça, Infraestrutura e Finanças emitirão parecer sobre a iniciativa do governo antes que a matéria chegue para votação dos deputados.

Comissão de Proteção à Criança debate saúde mental
Comissão de Proteção à Criança recebe, na segunda-feira (14), entidade sem fins lucrativos que realizada psicoterapia para crianças e adultos 
Mameri está no programa Com a Palavra desta 2ª
Em seu primeiro mandato na Assembleia, deputado ocupa a segunda secretaria e é autor de iniciativas na área da saúde e do meio ambiente
Cresce violência em Ecoporanga, aponta comunidade
Tendência vem sendo verificada este ano na cidade, que tem pouco mais de 23 mil habitantes e enfrenta problemas como tráfico de drogas e reduzido efetivo policial
Mais transparência para dados ambientais
Proposta de Sergio Majeski é embasada em iniciativa do Ministério Público Federal
Comissão de Proteção à Criança debate saúde mental
Comissão de Proteção à Criança recebe, na segunda-feira (14), entidade sem fins lucrativos que realizada psicoterapia para crianças e adultos 
Mameri está no programa Com a Palavra desta 2ª
Em seu primeiro mandato na Assembleia, deputado ocupa a segunda secretaria e é autor de iniciativas na área da saúde e do meio ambiente
Cresce violência em Ecoporanga, aponta comunidade
Tendência vem sendo verificada este ano na cidade, que tem pouco mais de 23 mil habitantes e enfrenta problemas como tráfico de drogas e reduzido efetivo policial