LDO: apenas uma emenda é acatada por colegiado

Alteração na proposta de lei original foi atendimento à demanda do governo do Estado

Por Gleyson Tete

Euclério Sampaio
Relator rejeitou 175 e considerou 25 emendas prejudicadas / Foto: Tati Beling

A Comissão de Finanças se reuniu no início da tarde desta segunda-feira (3) para analisar o parecer do relator Euclério Sampaio (sem partido) ao Projeto de Lei (PL) 312/2019, do Executivo, que traz a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) 2020. A peça prevê para o que ano que vem receita primária de R$ 14,8 bilhões e despesa de R$ 15,5 bilhões, ou seja, um deficit de R$ 646,2 milhões.

Confira mais fotos da reunião

Duzentas e uma emendas foram apresentadas inicialmente (número que foi mudado) pelos parlamentares, mas somente uma foi acatada. Sampaio rejeitou 175 e considerou 25 prejudicadas. A emenda acolhida foi protocolada em nome dele, mas foi uma solicitação do governo do Estado.

Ela altera o parágrafo 1º do artigo 19, que versa sobre a elaboração da proposta orçamentária dos Poderes Legislativo e Judiciário, do Ministério Público (MPES), Tribunal de Contas (TCE-ES) e Defensoria Pública (DPES).

O texto anterior falava que o limite para o ano que vem teria como base as dotações consignadas no Orçamento de 2019, atualizado pela inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) entre julho de 2018 e junho de 2019. Agora, esse valor será calculado tendo como base 1,5 vez o índice.

Com a aprovação, a matéria segue para o Plenário para avaliação do conjunto dos parlamentares. Além de Euclério, participaram da reunião os deputados Enivaldo dos Anjos (PSD), Engenheiro José Esmeraldo (MDB), Gandini (Cidadania), Alexandre Xambinho (Rede) e Marcos Garcia (PV).

Vice-governadora avalia participação de mulheres na política
Em entrevista ao Portal Web Ales, Jaqueline Moraes falou sobre os desafios para superar a baixa representatividade feminina na política
Exigida divulgação de gratuidade em cartório
Torino quer maior visibilidade para lei federal que proíbe cobrança de valores no registro estatutário de associações de moradores 
Espaço para a imprensa capixaba na Ales
Projeto cria ambiente destinado à história da imprensa no Espírito Santo, com fotos e dados sobre revistas e jornais dos municípios
PL prorroga validade de licenças e alvarás
Objetivo é conceder mais 180 dias de prazo em virtude de dificuldades de renovação durante a pandemia
Vice-governadora avalia participação de mulheres na política
Em entrevista ao Portal Web Ales, Jaqueline Moraes falou sobre os desafios para superar a baixa representatividade feminina na política
Exigida divulgação de gratuidade em cartório
Torino quer maior visibilidade para lei federal que proíbe cobrança de valores no registro estatutário de associações de moradores 
Espaço para a imprensa capixaba na Ales
Projeto cria ambiente destinado à história da imprensa no Espírito Santo, com fotos e dados sobre revistas e jornais dos municípios