Presidente repudia fala sobre "novo AI-5"

Erick Musso criticou a “fala infeliz” de Eduardo Bolsonaro e defendeu a democracia e os poderes

Por Redação Web Ales

Erick Musso
Erick Musso: não há cor partidária quando a soberania nacional é colocada à mesa / Foto: Lissa de Paula

O presidente da Assembleia Legislativa (Ales), deputado Erick Musso (Republicanos) se manifestou durante solenidade na Casa, nesta quinta-feira (31), sobre “a fala infeliz” do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP). O deputado federal por São Paulo disse em entrevista que “se a esquerda radicalizar a resposta pode ser via um novo AI-5 (Ato Institucional nº5)”.

A declaração do filho do presidente Jair Bolsonaro foi feita num programa de entrevistas da jornalista Leda Nagle, veiculada nesta quinta-feira (31 de outubro) na rede social YouTube. Ele fez a ameaça quando a jornalista comentava sobre as grandes manifestações populares de setores da esquerda que estão ocorrendo no Chile.

“Quando a soberania nacional é colocada à mesa não pode haver coloração partidária”, advertiu o presidente da Assembleia Legislativa, sendo aplaudido pela audiência.

Erick acrescentou que “nada funciona nesse país sem o Poder Legislativo”, pois sem essa esfera de decisão não há Executivo, nem Judiciário, nem Ministério Público e nenhum órgão estatal funcionando de forma democrática e transparente.

Baixado em 13 de dezembro de 1968, durante o governo do general Costa e Silva, o AI-5 foi a expressão mais acabada da ditadura militar brasileira (1964-1985).

Vigorou até dezembro de 1978 e produziu um elenco de ações arbitrárias de efeitos duradouros, dando poder de exceção aos governantes para punir e perseguir arbitrariamente os que fossem inimigos do regime ou considerados como tal.

Deputados: Erick Musso
Plenário faz extra para votar remuneração de professor
Também na pauta estão outros dois projetos do Executivo, sobre limite de municípios e atuação da Procuradoria-Geral do Estado junto à Junta Comercial
Servidoras da segurança são homenageadas
Mulheres que trabalham nas polícias Civil e Militar e no Corpo de Bombeiros receberam homenagem em sessão solene
Magistério deve ter nova tabela remuneratória
Proposta do Executivo também traz mudanças na lei que trata da progressão de profissionais da educação
Fundo Cidades: Ales sinaliza apoio a municípios
Para o vice-presidente da Amunes, prefeito Luciano Pingo, repasse fundo a fundo torna mais rápida transferência de recursos necessários para demandas municipais
Plenário faz extra para votar remuneração de professor
Também na pauta estão outros dois projetos do Executivo, sobre limite de municípios e atuação da Procuradoria-Geral do Estado junto à Junta Comercial
Servidoras da segurança são homenageadas
Mulheres que trabalham nas polícias Civil e Militar e no Corpo de Bombeiros receberam homenagem em sessão solene
Magistério deve ter nova tabela remuneratória
Proposta do Executivo também traz mudanças na lei que trata da progressão de profissionais da educação