Iriny quer imunização de quem atua na limpeza

Deputada propõe criação de programa para vacinar esses trabalhadores contra várias doenças

Por Gabriela Zorzal

Trabalhadores da limpeza urbana
Segundo Iriny, categoria está exposta a riscos de saúde / Foto: Divulgação

Levando em consideração a maior exposição a riscos de saúde, a deputada Iriny Lopes (PT) quer garantir vacinação completa para trabalhadores da área de limpeza urbana. Por meio do Projeto de Lei (PL) 361/2020, a parlamentar propõe a criação de um programa de vacinação para imunizar pessoas que trabalham diretamente com coleta de resíduos sólidos nas mais variadas funções, tais como motorista, coletor, varredor, fiscal, agente de limpeza, entre outros. 

O programa inclui vacinas contra febre amarela, tétano e difteria (dT); caxumba e rubéola (tríplice viral); gripe, vacina pneumocócica 23 valente; hepatite B; varicela e influenza. O PL permite ainda que o Poder Público inclua outras vacinas no programa, que deve ter caráter permanente. 

Na justificativa da matéria, a deputada destaca a vulnerabilidade de quem atua na área de limpeza urbana: “Esses trabalhadores, por realizarem suas atividades ao ar livre, ficam expostos ao calor, ao frio, à chuva e, ainda, às variações bruscas de temperatura. É corriqueiro, no exercício dessa função, os recipientes de lixo servirem de criadouros para vetores de doenças infectocontagiosas, definindo risco biológico importante”. 

Além disso, a autora lembra que eles também estão expostos a acidentes com materiais cortantes descartados no lixo, o que facilita contrair determinadas doenças. 

Na Assembleia Legislativa, o projeto será analisado pelas Comissões de Justiça, Saúde e Finanças. A emissão de pareceres por esses colegiados antecede a votação da matéria no Plenário. 

Vice-governadora avalia participação de mulheres na política
Em entrevista ao Portal Web Ales, Jaqueline Moraes falou sobre os desafios para superar a baixa representatividade feminina na política
Exigida divulgação de gratuidade em cartório
Torino quer maior visibilidade para lei federal que proíbe cobrança de valores no registro estatutário de associações de moradores 
Espaço para a imprensa capixaba na Ales
Projeto cria ambiente destinado à história da imprensa no Espírito Santo, com fotos e dados sobre revistas e jornais dos municípios
PL prorroga validade de licenças e alvarás
Objetivo é conceder mais 180 dias de prazo em virtude de dificuldades de renovação durante a pandemia
Vice-governadora avalia participação de mulheres na política
Em entrevista ao Portal Web Ales, Jaqueline Moraes falou sobre os desafios para superar a baixa representatividade feminina na política
Exigida divulgação de gratuidade em cartório
Torino quer maior visibilidade para lei federal que proíbe cobrança de valores no registro estatutário de associações de moradores 
Espaço para a imprensa capixaba na Ales
Projeto cria ambiente destinado à história da imprensa no Espírito Santo, com fotos e dados sobre revistas e jornais dos municípios
Não há notícias referenciadas.