Garcia propõe combate a golpes contra idosos

PL prevê campanha com medidas para informar, prevenir e reprimir práticas como estelionato e apropriação ilegal de valores

Por Márcia Tourinho

Deputado Marcos Garcia posa em gabinete de trabalho
Segundo Garcia, dificuldade em usar tecnologias facilita ataque a idosos / Foto: Assessoria

De autoria do deputado Marcos Garcia (PV), tramita na Assembleia o Projeto de Lei (PL) 429/2020, que institui campanha de combate aos golpes financeiros contra idosos. A proposta prevê medidas para informar, prevenir e reprimir práticas como estelionato, indução à contratação de empréstimos, além de apropriação ilegal de valores e uso inadequado de cartão de benefícios.

Para Garcia, a campanha deve contemplar a divulgação dos golpes mais comuns e as dicas para impedir que aconteçam. Além disso, objetiva orientar os idosos a como agir se forem lesados. 

Na justificativa, o deputado destaca que o segmento da terceira idade tem sofrido muito com vários tipos de golpes. Segundo ele, isso se deve principalmente por não terem facilidade com as ferramentas tecnológicas usadas pelos golpistas. Marcos Garcia afirma que, sem acompanhamento eficaz da família ou de pessoa confiável, os idosos ficam desassistidos e precisam de atenção nesse sentido.

Para o deputado, prevenir é de extrema importância. “As ações devem ter o objetivo de proteger essa população desses ataques”, defende.

Tramitação

Antes da votação em Plenário, a matéria deve receber parecer das  comissões de Justiça, Segurança e Finanças.
 

Deputados: Marcos Garcia
CPI dos Maus-Tratos apura denúncia de zoofilia
Homem em situação de rua estaria maltratando cadela e dois filhotes em Vila Velha
Nos campos de Ecoporanga a luta continua
Mudança de tática do movimento camponês e novo massacre na região do Contestado capixaba
Caparaó reivindica mais segurança rural
População da região quer uma torre de telefonia para facilitar a comunicação, mais policiais, infraestrutura e reformas em delegacias
Matéria altera comando da Escola do Legislativo
Hoje, presidência da escola cabe ao 1º secretário; proposta é que qualquer deputado indicado pela Mesa Diretora possa assumir o cargo 
CPI dos Maus-Tratos apura denúncia de zoofilia
Homem em situação de rua estaria maltratando cadela e dois filhotes em Vila Velha
Nos campos de Ecoporanga a luta continua
Mudança de tática do movimento camponês e novo massacre na região do Contestado capixaba
Caparaó reivindica mais segurança rural
População da região quer uma torre de telefonia para facilitar a comunicação, mais policiais, infraestrutura e reformas em delegacias