PL fortalece repasse a projetos de pesquisa

Objetivo do Executivo é disponibilizar recursos financeiros independentes para o Fundo Estadual de Ciência e Tecnologia

Por Kissila Mell

Mão ativa robô
Governo: repasse atual não supre demanda com pagamentos de bolsas, auxílios e projetos / Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Tramita na Assembleia Legislativa (Ales) o Projeto de Lei (PL) 541/2020, do Executivo, que consolida o Sistema Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação e prevê a disponibilidade de recursos financeiros independentes para o Fundo Estadual de Ciência e Tecnologia (Funcitec). A leitura do projeto será feita na sessão ordinária desta segunda-feira (21). O projeto está incluído também na pauta do dia para votação. 

O PL altera a Lei 4.778/1993 - que estabelece os princípios e os mecanismos de formulação da Política Estadual de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - ao acrescentar no artigo 9º o inciso XI, estabelecendo que os saldos dos exercícios anteriores fiquem disponíveis. 

A inciativa do governo também acrescenta o parágrafo 3º e determina que o saldo positivo apurado no balanço patrimonial do Funcitec seja transferido para o exercício seguinte a crédito do próprio fundo, após o encerramento de cada exercício financeiro. 

Na justificativa do projeto, o governador Renato Casagrande (PSB) avalia “que o superávit e seu patrimônio são vitais para o Funcitec, uma vez que o repasse mensal ao mesmo não supre a necessidade com os pagamentos dos projetos de pesquisa, auxílios, bolsas e subvenções econômicas apoiadas financeiramente pelo Fundo”.

Conforme o chefe do Executivo, essa dificuldade pode “comprometer a execução de programas e projetos já contratados, visto que em sua maioria as vigências ultrapassam o exercício financeiro, e, consequentemente, o seu patrimônio seria utilizado para a continuidade das atividades em execução”.

O Funcitec foi criado pelo governo do Estado para prestar apoio monetário a programas e projetos de interesse para o desenvolvimento científico e tecnológico do Espírito Santo. 

O fundo é administrado pela Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia (Secti), por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo (Fapes), e tem o Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes) como gestor financeiro.

 

Vacina: PL inclui agente funerário como prioridade
Iniciativa de Janete de Sá inclui coveiros e outros trabalhadores de serviços funerários no grupo prioritário de imunização contra o novo coronavírus
Mansur exige que Estado divulgue locais de radares
Projeto determina que localização de equipamentos seja disponibilizada no portal do governo, informando também os tipos e horários de funcionamento de radares
Projeto ampara compra de produto vencido
Proposta de Alexandre Xambinho obriga estabelecimentos comerciais a fornecer de graça produto igual ao que estava fora do prazo de validade
Matéria prevê fomento do turismo no sul do ES
Proposta cria “Rota do Frade e a Freira” para incentivar o turismo na região de Cachoeiro de Itapemirim, Itapemirim, Rio Novo do Sul e Vargem Alta
Vacina: PL inclui agente funerário como prioridade
Iniciativa de Janete de Sá inclui coveiros e outros trabalhadores de serviços funerários no grupo prioritário de imunização contra o novo coronavírus
Mansur exige que Estado divulgue locais de radares
Projeto determina que localização de equipamentos seja disponibilizada no portal do governo, informando também os tipos e horários de funcionamento de radares
Projeto ampara compra de produto vencido
Proposta de Alexandre Xambinho obriga estabelecimentos comerciais a fornecer de graça produto igual ao que estava fora do prazo de validade