Covid: exercícios ajudam a prevenir sequelas

Segundo o cardiologista Renato Serpa, atividade física regular reduz em até seis vezes a chance de uma pessoa ter uma forma grave e morrer de Covid

Por Larissa Camargo, com edição de Angèle Murad

Tela de computador exibe imagens de participantes de reunião virtual
Comissão de Saúde discutiu sequelas da Covid e prevenção das formas graves da doença / Foto: Ana Salles

A batalha contra a pandemia do novo coronavírus não dá trégua. Mais de 462 mil vidas já foram perdidas no Brasil. Muitos dos pacientes que se recuperaram da Covid-19 têm ainda que lidar com danos físicos e psicológicos, consequência do vírus. Os efeitos da Covid e medidas para evitar casos graves da doença foram pauta da reunião virtual desta terça-feira (1º) da Comissão de Saúde. O colegiado recebeu o cardiologista Renato Giestas Serpa. 

O médico atua no Hospital Santa Rita e atende, com frequência, pacientes que precisam de tratamento de recuperação pós-Covid mesmo após receberem alta. Estudos científicos, publicados na revista científica médica Jama, mostraram que 80% dos pacientes hospitalizados por casos graves da Covid-19 apresentaram sequelas. As consequências mais comuns são fadiga, fraqueza muscular, alterações pulmonares, dores de cabeça, perda de olfato e paladar, depressão e ansiedade.

Reabilitação

O tratamento do pós-Covid envolve muitas vezes uma equipe multidisciplinar de médicos, fisioterapeuta, nutricionista, psicólogo e enfermeiros, dentre outros profissionais. 

O cardiologista ressaltou que o processo de reabilitação envolve, além das intervenções médicas, a manutenção de uma rotina de vida saudável com a prática de atividades físicas e alimentação equilibrada. 

Um estudo realizado pelo Instituto Cardiovascular de um hospital de Madrid e publicado em revista médica científica demonstrou que o sedentarismo pode aumentar a mortalidade dos pacientes de Covid-19 em até seis vezes, mesmo em indivíduos sem comorbidades. 

O médico reforçou que a prática de exercícios físicos pode diminuir o risco de casos graves de Covid-19 e as sequelas da doença. “É uma medida de saúde pública promover o exercício físico. A prática não vai diminuir a chance de a pessoa ter a doença, mas vai reduzir em até seis vezes a chance dela ter uma forma grave e morrer de Covid”, alertou o médico.

O presidente do colegiado, deputado Doutor Hércules (MDB), destacou que sugeriu ao governo do Estado a criação de um centro de referência para pacientes pós-Covid-19.

“Eu tenho lutado muito para que sejam construídos, na Região Metropolitana e nas regiões Sul e Norte, centros de reabilitação para os sequelados da Covid-19. As sequelas da doença são sérias e têm deixado muita gente na cadeira de rodas, hipertenso, diabético, com alteração da fala, com problema psiquiátrico grave. Nós precisamos olhar e atender esses pacientes com atenção especial”, concluiu o parlamentar.
 

First slide
First slide
First slide
First slide
First slide
Comissões: Saúde
Conheça os caminhos até a proposição virar lei
Do protocolo à publicação no diário oficial, é necessário seguir algumas formalidades
Na era digital, bibliotecas preservam conhecimento
Mesmo com avanço da tecnologia, espaços físicos preservam acervo sendo referência para pesquisas e estímulo ao hábito da leitura
Saiba mais sobre os tipos de proposição
PEC, projeto de lei, projeto de resolução. Essas são algumas das proposições que tramitam na Ales. Veja a diferença entre elas e em quais situações se aplicam
Covid: projeto cria data para lembrar vítimas
Objetivo é recordar as mortes e prestar solidariedade às pessoas que convivem com as sequelas da doença
Conheça os caminhos até a proposição virar lei
Do protocolo à publicação no diário oficial, é necessário seguir algumas formalidades
Na era digital, bibliotecas preservam conhecimento
Mesmo com avanço da tecnologia, espaços físicos preservam acervo sendo referência para pesquisas e estímulo ao hábito da leitura
Saiba mais sobre os tipos de proposição
PEC, projeto de lei, projeto de resolução. Essas são algumas das proposições que tramitam na Ales. Veja a diferença entre elas e em quais situações se aplicam