PLC flexibiliza repasse de recursos para cultura

Proposta do governo permite a transferência “fundo a fundo” para os municípios, para a abertura de editais de fomento

Por João Caetano Vargas, com edição de Titina Cardoso

Mulher e homem vestidos de palhaços tocando acordeon
Projeto tem o objetivo de expandir as manifestações culturais nos municípios capixabas / Foto: Lacarta Circo Teatro/Mapa Cultural de Cariacica

Com o objetivo de fortalecer a atividade cultural nos municípios capixabas, o governo do Estado apresentou ao Legislativo Estadual o Projeto de Lei Complementar (PLC) 22/2021. A proposta flexibiliza a transferência de recursos financeiros para os municípios por meio do Fundo de Cultura do Estado do Espírito Santo (Funcultura), criado pela Lei Complementar (LC) 456/2008.

O projeto altera a citada lei, permitindo que sejam feitos repasses “fundo a fundo” para os municípios, para a abertura de editais de fomento à cultura. A matéria também regula a forma como os municípios deverão prestar contas do recurso recebido, por meio de relatório demonstrando os resultados, contendo elementos que permitam uma avaliação da execução do objeto e do alcance das metas descritas nos projetos.

Em mensagem encaminhada à Casa, o governador explica que pretende “fortalecer a institucionalização e o relacionamento sistêmico das instituições públicas de cultura do Espírito Santo por meio do Sistema Estadual de Cultura, bem como regionalizar e interiorizar políticas públicas para a cultura no Espírito Santo”.

O chefe do Executivo pretende expandir as manifestações culturais, beneficiando tanto quem produz, quanto quem consome arte no Espírito Santo. “Pretendemos ampliar o acesso da sociedade capixaba aos meios e às condições de exercício dos direitos culturais, em especial aos processos de criação, produção, distribuição e difusão, fruição e consumo de bens e serviços culturais”, finaliza.

Tramitação

A proposta do Executivo será analisada pelas comissões de Justiça, Cidadania, Cultura e Finanças. 

Vetos seguem na pauta da sessão desta quarta
Manutenção de prazo para relatoria de veto impediu que demais itens da pauta de votações fossem analisados pelo Plenário
Pólio: deputado destaca importância de vacinação
Doutor Hércules, presidente da Comissão de Saúde, alertou que a baixa cobertura vacinal causa risco de a paralisia infantil retornar ao país
PL cria serviço de reparo em cadeiras de rodas
Proposta cria “Paraoficina”, destinada à manutenção e conserto gratuitos em cadeiras de roda, muletas e próteses
Finanças aprova contas do governo referentes a 2020
Julgamento das contas prestadas pelo governador é de competência exclusiva da Assembleia Legislativa
Vetos seguem na pauta da sessão desta quarta
Manutenção de prazo para relatoria de veto impediu que demais itens da pauta de votações fossem analisados pelo Plenário
Pólio: deputado destaca importância de vacinação
Doutor Hércules, presidente da Comissão de Saúde, alertou que a baixa cobertura vacinal causa risco de a paralisia infantil retornar ao país
PL cria serviço de reparo em cadeiras de rodas
Proposta cria “Paraoficina”, destinada à manutenção e conserto gratuitos em cadeiras de roda, muletas e próteses