PL homenageia município de Santa Teresa

Bahiense propõe incluir, no calendário oficial do Estado, a data de emancipação política do município, celebrada em 22 de fevereiro 

Por Aldo Aldesco, com edição de Angèle Murad

Casarios e rua de Santa Teresa
Emancipação política data de 1891 / Foto: Prefeitura de Santa Teresa/Arquivo

O município de Santa Teresa poderá ter a data de sua emancipação política e administrativa  – 22 de fevereiro de 1891 – inserida no calendário oficial do Espírito Santo. O Projeto de Lei (PL) 450/2021, apresentado pelo deputado Delegado Danilo Bahiense (sem partido), institui o Dia da Emancipação Política de Santa Teresa. Nesse dia, de acordo com a proposta, a sede do Executivo estadual será simbolicamente transferida para a cidade, quando o governador promoverá ações registrando a sua presença. 

Atualmente com pouco mais de 23 mil habitantes, Santa Teresa é tida como a primeira no Brasil a formar uma colônia de italianos, em 1875. Depois, chegaram os alemães, suíços e polonês, conforme relata o deputado Bahiense na justificativa do projeto. 

Em 2012, por meio da Lei Estadual 226, Santa Teresa passou a ser a Capital Estadual do Jazz e do Blues. Um dos seus “filhos” ilustres é o naturalista Augusto Ruschi, patrono da Ecologia no Brasil. 

O PL 450/2021 foi lido na sessão ordinária do último dia 24 de agosto. A Comissão de Justiça deve analisar a matéria de forma conclusiva, em consonância com o artigo 276 do Regimento Interno. 

Últimos dias para a propaganda eleitoral do primeiro turno
No domingo, dia das eleições gerais, é proibido fazer propaganda
Proibida a prisão de eleitores
Garantia vai até 48 horas após o pleito de domingo, à exceção de flagrante delito, sentença condenatória por crime inafiançável e desrespeito a salvo-conduto
Voto facultativo pode ser decisivo nas eleições
Analfabetos, jovens de 16 e 17 anos e idosos a partir de 70 anos representam 13,5% do eleitorado capixaba 
Apuração dos votos é feita em tempo real
Resultado das eleições pode ser acompanhado por aplicativos e plataforma do TSE na internet
Últimos dias para a propaganda eleitoral do primeiro turno
No domingo, dia das eleições gerais, é proibido fazer propaganda
Proibida a prisão de eleitores
Garantia vai até 48 horas após o pleito de domingo, à exceção de flagrante delito, sentença condenatória por crime inafiançável e desrespeito a salvo-conduto
Voto facultativo pode ser decisivo nas eleições
Analfabetos, jovens de 16 e 17 anos e idosos a partir de 70 anos representam 13,5% do eleitorado capixaba