PDL susta portaria que elevou tarifa de ônibus

Passagem regular do Transcol aumentou 5% em janeiro, passando de R$ 4,00 para R$ 4,20 de segunda a sábado

Por Titina Cardoso, com edição de Angèle Murad

Mão segura cartão do Transcol próximo à máquina de leitura de cartões, dentro do ônibus
Von destaca crise econômica e falta de debate para propor anulação de ato / Foto: Lucas S. Costa

O Projeto de Decreto Legislativo (PDL) 3/2022 susta os efeitos da Portaria 1-S, de 7 de janeiro deste ano, da Secretaria de Estado de Mobilidade e Infraestrutura (Semobi). Esse ato administrativo elevou o valor das passagens do Transcol, sistema de transporte coletivo que atende à Região Metropolitana da Grande Vitória. 

A tarifa regular, que custava R$ 4,00, teve um aumento de 5%, passando para R$ 4,20. O valor  com desconto aos domingos foi de R$ 3,50 para R$ 3,65 (aumento de 4,3%) e o do Serviço de Transporte de Ciclista por Ônibus (Bike GV) aumentou de R$ 2,00 para R$ 2,10 (acréscimo de 5%).

O proponente da iniciativa para sustar o aumento das passagens é o deputado Carlos Von (Avante). O parlamentar alega que o reajuste das tarifas “causa prejuízos aos capixabas, que já sofrem com o aumento dos valores dos pedágios da Terceira Ponte e da Praça Praia Sol, bem como com o aumento do IPVA anunciado pelo governador”. 

Von destaca, ainda, que os capixabas vêm sofrendo os efeitos de uma crise econômica causada pela pandemia de Covid-19 e que não houve debate sobre o aumento das tarifas. “Em momento algum houve debate público, até mesmo pelo período de verão e festas de fim de ano, onde há recesso das instituições e férias na sociedade civil, o que por si só fundamentaria um excelente marco para as tratativas do Poder Executivo com a sociedade, com vistas a chegarem num consenso acerca do valor da tarifa”, defende.  

Tramitação

A proposta foi lida no Expediente da sessão ordinária desta segunda-feira (7) e encaminhada para análise das comissões de Justiça e Finanças. O requerimento de urgência apresentado pelo autor da iniciativa acabou sendo rejeitado por 21 votos contra e 7 favoráveis à tramitação mais rápida da matéria. 

Deputados: Carlos Von
Comunidade debate obras de engordamento da Praia do Morro
O investimento previsto é de R$150 milhões e depende de aval do DER. A população questionou os riscos ambientais.
Reunião defende diversificação agrícola
Opinião foi defendida por convidados da Comissão de Direitos Humanos; participantes também levantaram a pauta da agroecologia para uma alimentação de qualidade
Adequação na LDO 2024 passa em Plenário
Matéria foi aprovada junto com outras três na tarde desta terça-feira; outros 11 projetos terminativos, já aprovados pela Comissão de Justiça, também constavam na pa...
Comissão aprova gratuidade em concurso para vítima de violência
Comissão de Justiça deu parecer favorável a projeto que estende benefício para mulher vítima de violência
Comunidade debate obras de engordamento da Praia do Morro
O investimento previsto é de R$150 milhões e depende de aval do DER. A população questionou os riscos ambientais.
Reunião defende diversificação agrícola
Opinião foi defendida por convidados da Comissão de Direitos Humanos; participantes também levantaram a pauta da agroecologia para uma alimentação de qualidade
Adequação na LDO 2024 passa em Plenário
Matéria foi aprovada junto com outras três na tarde desta terça-feira; outros 11 projetos terminativos, já aprovados pela Comissão de Justiça, também constavam na pa...
Política de Privacidade.

O Portal da Ales utiliza cookies para auxiliar na sua navegação. Ao utilizar este site, você concorda com a nossa política de monitoramento de cookies. Para mais informações, acesse a nossa Politica de Privacidade.

ACEITO E FECHAR