Serviço odontológico especializado em debate

Colegiado quer discutir com a Secretaria Estadual de Saúde e o Conselho Regional de Odontologia a criação de centro para atender quem possui necessidades especiais

Por Silvia Magna, com edição de Angèle Murad | Atualizado há 3 meses

Dois homens sentados atrás de mesa onde há microfones e, nível abaixo, mais pessoas sentadas
Especialista falou sobre demandas específicas de quem é autista ou tem síndrome de Down / Foto: Lucas S. Costa

A necessidade de oferecer aos pacientes com necessidades especiais o tratamento odontológico foi pauta da Comissão de Saúde durante reunião nesta terça-feira (21), no Plenário Rui Barbosa. O colegiado recebeu o dentista Leandro Barreto dos Santos, que falou sobre a manutenção da saúde oral nessas pessoas.

Santos é especialista bucomaxilo e atende a pessoas com traumas da face, patologias maxilares e distúrbios mandibulares. Conforme disse, as pessoas com síndrome de Down ou Transtorno do Espectro Autista (TEA), por exemplo, podem apresentar infecções, dificuldade para se alimentar, perda de dentes e até problemas com a pressão arterial. Segundo o dentista, a rede pública de saúde não atende esse público de forma adequada. 

“A boca é a porta de entrada para todo tipo de doenças. A manutenção da saúde oral dessas pessoas não é simples, pois, em muitos casos, elas não têm coordenação motora e dependem de familiares. Precisamos facilitar o acesso de todos ao acompanhamento e tratamento. Se em casa os cuidados com a higiene dessas pessoas já é muito difícil, já que os cuidadores têm dificuldades para fazer com que elas abram a boca, durante a internação a higiene fica bem mais complicada”, esclareceu o convidado. 

Álbum de fotos da reunião

Centro de atendimento 

O especialista afirmou que a criação de um centro especializado para tratar a saúde bucal desses indivíduos seria essencial para garantir mais qualidade de vida. “Com uma estrutura específica para esse público, o acesso seria ampliado. Não se trata apenas de realizar os procedimentos. Temos que educar os cuidadores sobre como a higiene diária pode ser realizada”, afirmou. 

Dentistas em hospitais 

De acordo com o coordenador do Centro de Saúde e Assistência Social da Assembleia Legislativa, Edson Moreira Ferreira, a atuação de profissionais de odontologia na rede pública diminuiria o tempo de internação e contribuiria para melhora das condições de saúde dos pacientes.

“Quando um paciente especial chega a estabelecimentos da rede pública em busca de tratamento odontológico, ele é atendido como um paciente de procedimento odontológico normal. Já existe um projeto para a inserção do cirurgião dentista em UTIs. Mas é necessário ter a presença do bucomaxilo”, afirmou. 

“Sempre achei imprescindível ter odontólogos em hospitais. É preciso levar essas melhorias para dentro dos hospitais infantis. Hoje, apenas hospitais gerais, que atendem adultos, têm profissionais de odontologia”, disse o deputado Dr. Emílio Mameri (PSDB).

Para o presidente do colegiado, deputado Doutor Hércules (Patri), além da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), o Conselho Regional de Odontologia (CRO/ES) deve ser inserido na discussão. O deputado afirmou que vai dar continuidade a esse trabalho. 

“Vamos chamar a Sesa para saber o que está sendo feito neste sentido. Mas também vamos colocar o CRO nesse contexto. Nós não conhecíamos essa realidade, até que, durante a pandemia, veio a necessidade de colocar um odontólogo nas UTIs da rede pública”, disse Doutor Hércules.

Projeto visa recuperar direitos de servidores
Proposta assegura que o tempo de trabalho durante a crise sanitária da Covid seja contabilizado para a concessão de direitos como quinquênios e licenças-prêmio 
Homens estão entre as principais vítimas de suicídio
Morte autoprovocada é quase quatro vezes maior entre homens e a terceira principal causa de óbito na faixa de 15 a 29 anos, apontam dados oficiais
"Cola" é recurso para ajudar eleitor a votar
Anotar os números dos candidatos diminui consideravelmente chance de erros na hora da votação e contribui para agilizar processo
PEC da Polícia Científica começa a tramitar
Iniciativa desvincula os peritos da PCES, reforçando autonomia e independência da categoria. Cinco emendas já foram apresentadas à proposta
Projeto visa recuperar direitos de servidores
Proposta assegura que o tempo de trabalho durante a crise sanitária da Covid seja contabilizado para a concessão de direitos como quinquênios e licenças-prêmio 
Homens estão entre as principais vítimas de suicídio
Morte autoprovocada é quase quatro vezes maior entre homens e a terceira principal causa de óbito na faixa de 15 a 29 anos, apontam dados oficiais
"Cola" é recurso para ajudar eleitor a votar
Anotar os números dos candidatos diminui consideravelmente chance de erros na hora da votação e contribui para agilizar processo