Espindula propõe farmácia veterinária popular

Proposta quer assegurar a famílias que têm animais de estimação acesso gratuito a medicamentos veterinários 

Por Aldo Aldesco, com edição de Nicole Expósito

Médica veterinária aplica injeção em cachorro
Castração e vacinação animal também são contempladas na indicação / Foto: Marcos Moura/Prefeitura de Fortaleza (CE)

Segundo informações do Instituto Pet Brasil, com base em dados coletados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil tem quase 140 milhões de animais de estimação. O país ocupa o terceiro lugar no mundo em população pet. São, em números arredondados, 54 milhões de cães, 24 milhões de gatos, 19 milhões de peixes ornamentais, 40 milhões de aves e 2 milhões de outros tipos de animais. Os dados são referentes a 2018.

Os bichos em ambiente doméstico devem ser bem tratados pelos seus responsáveis e esse tratamento tem um custo, às vezes alto, fato que acarreta à população de baixa renda dificuldades financeiras para manter seus pets em condições mínimas de saúde. 

Considerando essa realidade, o deputado Adilson Espindula (PDT) sugere ao governo estadual que implante um programa de farmácia veterinária popular gratuita para atender as famílias de baixa renda que possuam animais domésticos. O deputado dá o exemplo do programa federal Farmácia Popular, implantado em 2004 no país, que fornece medicamentos a baixo custo para a saúde da população. 

Por essas razões, Adilson defende “a necessidade de se implantarem políticas públicas que atendam aos interesses das populações de baixa renda proprietária de animais domésticos, pois não podem arcar com os altos custos das despesas. A implantação deste projeto possibilitará às pessoas carentes o acesso a medicamentos veterinários e demais procedimentos indispensáveis para a saúde dos animais”, argumenta o pedetista.

A proposta não se restringe a medicamentos, mas ao tratamento do animal com oferecimento de equipamentos e procedimentos veterinários, incluindo vacinações e castrações. 

A Indicação 2.868/2022 foi lida e aprovada em sessão plenária no dia 17 de maio e encaminhada ao Executivo, que pode ou não acatar a sugestão parlamentar.

Vetos seguem na pauta da sessão desta quarta
Manutenção de prazo para relatoria de veto impediu que demais itens da pauta de votações fossem analisados pelo Plenário
Pólio: deputado destaca importância de vacinação
Doutor Hércules, presidente da Comissão de Saúde, alertou que a baixa cobertura vacinal causa risco de a paralisia infantil retornar ao país
PL cria serviço de reparo em cadeiras de rodas
Proposta cria “Paraoficina”, destinada à manutenção e conserto gratuitos em cadeiras de roda, muletas e próteses
Finanças aprova contas do governo referentes a 2020
Julgamento das contas prestadas pelo governador é de competência exclusiva da Assembleia Legislativa
Vetos seguem na pauta da sessão desta quarta
Manutenção de prazo para relatoria de veto impediu que demais itens da pauta de votações fossem analisados pelo Plenário
Pólio: deputado destaca importância de vacinação
Doutor Hércules, presidente da Comissão de Saúde, alertou que a baixa cobertura vacinal causa risco de a paralisia infantil retornar ao país
PL cria serviço de reparo em cadeiras de rodas
Proposta cria “Paraoficina”, destinada à manutenção e conserto gratuitos em cadeiras de roda, muletas e próteses