Ales tem mutirão contra enfisema pulmonar

Teste para medir função pulmonar foi trazido para Assembleia nesta quarta-feira por iniciativa do deputado Doutor Hércules

Por Aldo Aldesco, com edição de Angèle Murad

Pessoa com tubo na boca realiza teste respiratório
Aparelho mede a capacidade respiratória dos pulmões do paciente / Foto: Lucas S. Costa

Durante o inverno, aumentam os casos de doenças respiratórias, inclusive aquelas que atingem os pulmões, por causa do resfriamento da temperatura ambiente e da umidade do ar. A Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC), mais conhecida como enfisema pulmonar, é uma das mais perigosas e nesse período tende a registrar maior incidência entre a população. Para diagnosticar essa e outras doenças, foi realizado o Mutirão da Espirometria nesta quarta-feira (10), no andar térreo da Assembleia Legislativa (Ales). A iniciativa foi do deputado Doutor Hércules (Patri). 

A espirometria é um método de prova de função pulmonar. Um aparelho introduzido na boca avalia o fluxo e a quantidade de ar, medindo a capacidade respiratória dos pulmões da pessoa, através da inspiração profunda e sopro durante seis segundos. 

Para o deputado, esse tipo de mutirão deveria se estender para todo o estado. “A intenção de trazer essa cabine é pra fazer um rastreamento para atender a população que não tem acesso a esse tipo de equipamento”, explicou. 

Para o teste de sopro, foi utilizada uma cabine, o aparelho para medir o índice respiratório, um computador com programa próprio para definir o diagnóstico do paciente, além de profissional para realizar o exame. O paciente recebe um relatório com o diagnóstico e, caso esteja com deficiência respiratória, é orientado a procurar um especialista.

O dispositivo foi criado pela farmacêutica Boehringer Ingelheim e tem aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).
 

Deputados: Doutor Hércules
Deputado alerta para assassinatos de homens
Conforme Delegado Danilo Bahiense, a cada 10 horas tem sido registrada uma morte violenta de homem no estado
Voto facultativo pode ser decisivo nas eleições
Analfabetos, jovens de 16 e 17 anos e idosos a partir de 70 anos representam 13,5% do eleitorado capixaba 
Saúde nasal: tratamentos e riscos em pauta
Comissão recebe especialista para discutir causas de congestionamento nasal e as consequências do uso inadequado de remédios
Reabilitação auditiva ainda é desafio no Estado
Processo deve ser contínuo para desenvolver as habilidades de fala, audição e linguagem
Deputado alerta para assassinatos de homens
Conforme Delegado Danilo Bahiense, a cada 10 horas tem sido registrada uma morte violenta de homem no estado
Voto facultativo pode ser decisivo nas eleições
Analfabetos, jovens de 16 e 17 anos e idosos a partir de 70 anos representam 13,5% do eleitorado capixaba 
Saúde nasal: tratamentos e riscos em pauta
Comissão recebe especialista para discutir causas de congestionamento nasal e as consequências do uso inadequado de remédios