Projeto inclui pessoa com fibromialgia como PcD

Denninho Silva quer que fibromiálgicos tenham os mesmos direitos e garantias das pessoas com deficiência

Por Aldo Aldesco, com edição de Titina Cardoso | Atualizado há 3 meses

Mulher de costas aperta a nuca com as duas mãos
Fibromialgia causa dores crônicas e atinge mais as mulheres / Foto: Freepik

O deputado Denninho Silva (União) apresentou o Projeto de Lei (PL) 73/2023 propondo que as pessoas acometidas pela fibromialgia sejam incluídas no grupo de pessoas com deficiência e tenham os mesmos direitos e garantias. 

O projeto considera que os afetados com a síndrome são pessoas com “impedimentos de longo prazo e de natureza física”, que os impossibilitam de ter uma vida em igualdade de condições na sociedade. 

“Ainda não há cura para a fibromialgia, sendo o tratamento parte fundamental para que não se dê a progressão da doença que, embora não seja fatal, implica severas restrições à existência digna dos pacientes”, aponta o deputado.

A fibromialgia é uma síndrome – um tipo de reumatismo – que causa dores crônicas musculares generalizadas e que tem como sintomas, além das dores, alterações no estado mental, no sono, no intestino, na bexiga e no bem-estar geral da pessoa, entre outras ocorrências.  

De acordo com a Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR), as mulheres compõem a maioria dos afetados com a fibromialgia. Estudos recentes da instituição apontam que cerca de 2% da população brasileira é acometida pela doença. A síndrome não tem cura, mas pode ser controlada com o uso de medicamentos e tratamento multidisciplinar.

Tramitação 

A proposição será analisada pelas comissões de Justiça, Saúde e Finanças, antes de ir à votação pelo plenário. Por tratar de tema similar, tramitam apensados ao projeto de Denninho o PL 128/2023, apresentado por Raquel Lessa (PP), e 24/2024, proposto por Coronel Weliton (PRD).

O primeiro institui a Política Estadual de Proteção dos Direitos da Pessoa com Fibromialgia. Assegura atendimento multidisciplinar; participação da comunidade na formulação de políticas públicas voltadas para as pessoas com fibromialgia e o controle social da sua implantação, acompanhamento e avaliação; difusão de informações relativas à fibromialgia e suas implicações; estímulo à inserção da pessoa com fibromialgia no mercado de trabalho, com políticas diferenciadas; estímulo à pesquisa científica, entre outras diretrizes.

A proposta também considera pessoa com deficiência os pacientes com diagnóstico de fibromialgia, assegurando os mesmos direitos estabelecidos em outras leis estaduais que tratam do assunto.

Acompanhe a tramitação do PL 73/2023

Já o PL 24 inclui no rol de pessoas com deficiência aquelas acometidas por fadiga crônica ou por síndrome complexa de dor regional. Na primeira, o principal sintoma é o cansaço intenso e persistente que não melhora ao repousar, podendo piorar com atividades físicas e mentais. Em contrapartida, a síndrome de dor regional complexa é causada por dor neuropática, considerando que neste distúrbio os sinais de dor são processados de forma anormal pelo cérebro e a medula espinhal.

O autor enfatiza na justificativa do projeto que “por mais que não sejam doenças que levem a óbito, essas implicam severas restrições à vida digna dos pacientes, sendo pacífico que estes possuem uma queda significativa de vida”.

Acompanhe a tramitação do PL 24/2024
 

Deputados: Denninho Silva
Papel dos conselhos na defesa das mulheres em pauta
Seminário abordou importância de estruturas como Conselhos Municipais e Procuradorias das Mulheres para a construção de políticas públicas de gênero
PL prevê educação física adaptada para aluno com transtorno
Alunos com transtornos sensoriais ou psicológicos poderão ter assegurado em lei o direito à educação física adaptada
Lei oficializa primeiros passos dos imigrantes
Rota Caminho dos Imigrantes, entre Santa Teresa e Santa Leopoldina, tem quase 30 km; outras cinco leis de valorização do turismo e cultura foram publicadas no DPL ...
CPI alerta para casos de bullying na internet
Comissão de Inquérito da Ales apura abusos contra crianças e adolescentes no ambiente virtual; violações vão de ameaças a incitação à prática de crimes
Papel dos conselhos na defesa das mulheres em pauta
Seminário abordou importância de estruturas como Conselhos Municipais e Procuradorias das Mulheres para a construção de políticas públicas de gênero
PL prevê educação física adaptada para aluno com transtorno
Alunos com transtornos sensoriais ou psicológicos poderão ter assegurado em lei o direito à educação física adaptada
Lei oficializa primeiros passos dos imigrantes
Rota Caminho dos Imigrantes, entre Santa Teresa e Santa Leopoldina, tem quase 30 km; outras cinco leis de valorização do turismo e cultura foram publicadas no DPL ...
Política de Privacidade.

O Portal da Ales utiliza cookies para auxiliar na sua navegação. Ao utilizar este site, você concorda com a nossa política de monitoramento de cookies. Para mais informações, acesse a nossa Politica de Privacidade.

ACEITO E FECHAR